23/02/2022

Projeto Memorar: preservando a história por meio da oralidade

Imagine se você pudesse resgatar suas memórias de 10, 20, 30 anos atrás em vídeo...

Quais histórias mais importantes se lembraria? O que contaria?

Esse tipo de relato, a oralidade, é a prática mais antiga de narrar um fato. Desde os primórdios, ela é fonte identitária da sociedade.

A memória afetiva, por sua vez, é um arquivo histórico que precisa ser estimulado e explorado.

É por meio dela que se mantém vivas as trajetórias de grandes personalidades.

Para explorar e preservar memórias importantes de pessoas que vivenciaram e testemunharam fatos ou movimentos da história de Piracicaba e do empreendedorismo local, a Acipi, por meio do departamento Cultural, desenvolveu o projeto “Memorar” – que significa “trazer à ou conservar na memória; recordar, relembrar”, lançado neste primeiro trimestre de 2022.

A iniciativa é baseada em um método de pesquisa chamado “história oral”, que possui uma grande capacidade de explorar fontes primárias e únicas, extraindo informações valiosas que antes nunca haviam sido declaradas.

A proposta é gravar uma série, com episódios no formato de entrevistas, que tem como objetivo estimular a memória individual dos convidados.

Essa memória deverá expor emoções diante de uma realidade, de um lugar ou personalidades que, muitas das vezes, já não existem mais.

“Além disso, trata-se de uma oportunidade de conhecer a história do próprio indivíduo, fugindo das regras e narrativas propostas por terceiros e que predominam na exposição permanente do Memorial do Empreendedorismo da Acipi”, destaca o presidente da entidade, Marcelo Cançado.

Conforme explica o diretor Cultural, Palmiro Romani, as entrevistas periódicas estão sendo conduzidas pela equipe da Acipi com perguntas direcionadas aos convidados.

“Os primeiros entrevistados foram os empresários Waldomiro Scarpari, ex-diretor e atual conselheiro da Acipi, e Gabriel Duarte, também conselheiro da Associação. São empreendedores natos que marcaram a história da Acipi e de Piracicaba”, diz.

Os vídeos completos, com cerca de 10 minutos cada um, serão disponibilizados para o acervo e expostos no Memorial da Acipi.

Os teaseres também poderão ser assistidos no canal do YouTube Acipi Piracicaba.